Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Adeus

Não serei suas sobras,
nem mais uma opção.
Não lhe verei pelas costas,
por me negar teu coração.

Não me peça paciência,
o amor não pode esperar.
Paixão nunca foi ciência,
não tenha medo de errar.

Vá as margens da vida,
e não hesite em pular.
Este jardim quem irriga,
é o coração ao chorar.

Implore pelo teu amor,
veja a tristeza imperar.
Envenene a vida, torpor,
não se pede pra amar.

Quando tomada em solidão
pelo meu nome irá chamar.
Banhada em lágrimas e decepção,
verá meu adeus lhe presentear!
Tecendo Arte
Enviado por Tecendo Arte em 30/11/2007
Código do texto: T758792

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tecendo Arte
São Paulo - São Paulo - Brasil
19 textos (111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 11:25)
Tecendo Arte