Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para Sempre

Nunca vou me esquecer;
Daquela tarde de inverno,
ainda dourado e terno
o Sol punha-se a descer

A face pálida, trancada,
por negros óculos escuros ocultada
e pela fria brisa beijada,
Pôs-se lentamente a enrubescer

Naquela tarde, lá na praça
com espantosa emoção nua,
vi do outro lado da rua
perigosos como brasa
e delicados como a lua,
Eram seus olhos que me viam

Ah! Meu peito ardia!!
Amei-te quando te vi,
misteriosa como a noite
e tão linda quanto o dia.
Eddie Lee
Enviado por Eddie Lee em 30/11/2007
Reeditado em 15/07/2008
Código do texto: T759093
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eddie Lee
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil, 34 anos
44 textos (1805 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 06:39)
Eddie Lee