Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cartinha

Sei que demoro a encontrar o momento exato para escrever. Qualquer coisa
Poesias
Destinos cruzados e entrecortados
Coisas de mim
Jamais escrevi mentiras; invenção...
Acredite, voei sim...
Minhas asas passavam sobre seus sentimentos, mesmo de leve
Chorei, chorei sim...
Minhas lágrimas acalmaram seu soluço que escondia no peito
Sorri, sorri sim...
Brinquei de marionetes, de palhaço
Até bailarina me senti
Vi você passar no banco de um jardim
Acompanhei sua colheita passo a passo
Torcendo por uma chuva bendita
Sentindo o cheiro da fruta
Segurei sua mão, no momento da solidão.
Não sentiu e não viu
Estive tanto tempo ausente!
Para não lhe assustar com a minha inefável constância.
Não foi por outro motivo, essa demora em escrever
Tenho tanto para dizer; faltam às palavras razão de ser
Mas você sabe que calo, justo para não lhe entristecer
Demoro muito para escrever, eu sei...
Eu sei.

Verônica Aroucha
Enviado por Verônica Aroucha em 24/11/2005
Código do texto: T75962

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Verônica Aroucha
Recife - Pernambuco - Brasil
122 textos (7751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 07:56)
Verônica Aroucha