Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As regras do jogo

As regras do jogo

Obedeça sua sede,
Sobreviva em meio ao caos,
leve dois e pague um
ou vice-versa.
Faça silêncio e obedeça as regras,
Faz parte do jogo,
é proíbido viver em paz.
Proteja o meio ambiente,
mantenha a calma aparente.
Grite, proteste,
mantenha-se doente,
prevenir é melhor que remediar,
todavia o efeito colateral reconstrói.
Abandone o tradicional modelo.
reformule as tendências,
as palavras,
os sentimentos, a religião...
No final das contas você é mais uma cópia do João.
Reinvente uma teoria,
Brinque de estar vivo,
Revolucione a esfera.
Despreze a anarquia,
fuja do capitalismo,
tomaremos pepsi-cola,
faça de conta.
Ofereça a esmola.
Escute, pare , observe,
feche os olhos,
prossiga, faça justiça,
não use drogas,
não quebre o protocolo,
não pise na grama,
é proibido fumar,
beco sem saída, estrada proíbida,
capitalismo por um fio,
esgotam-se os anúncios.
A morte da propaganda.
Tem pão a cada dia e na
mesa farta deita a burguesia.
saída de emergência?
Levante a cabeça!
A cruel poesia tem dessas coisas.
Apenas obedeça!

Amanda Dias
Enviado por Amanda Dias em 30/11/2007
Reeditado em 04/12/2007
Código do texto: T759919

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Amanda Dias
Parnaíba - Piauí - Brasil, 30 anos
9 textos (279 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 15:10)
Amanda Dias