Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM GRITO NO ESPAÇO

Da tarde os últimos suspiros
Anunciam a chegada da noite.
Só, mergulhada no mistério da vida,
Subo ao alto do morro
E, curiosa, contemplo o espaço:
Arranha-céus, mansões, flores...

Bem perto, bem junto,
Quase mesmo em simbiose,
Um amontoado de barracos:
Tábuas, tabiques, tijolos, telhas,
Tudo empilhado,
Gente empilhada,
Crianças maltrapilhas,
Desnutridas,
Sujas...

Alguns ruídos minha atenção despertam.
A princípio, vagos, confusos, distantes...
Apenas um ritmo forte se distingue.
Aos poucos se transformam
Em canto de esperança,
Em grito de socorro,
Em apelo
Ao Criador.

É o som, sofrido, solitário, soluçante,
Do sonho inatingível
Da igualdade e do amor.
Celina Figueiredo
Enviado por Celina Figueiredo em 03/12/2007
Código do texto: T762800

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Celina Figueiredo e o site http://recantodasletras.uol.com.br/autores/ser). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Celina Figueiredo
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 87 anos
1704 textos (69258 leituras)
6 e-livros (796 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 12:29)
Celina Figueiredo