Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mundo em Si bemol

É claro clarinete, que clareias meu clarear
És claro como nuvens que não se opõe no meu pensar

Clarinete, clorofilado
Flora minha dor que custa a passar
Clarinete, clarineta
Lembre sempre que é meu ar

Chave das minhas idéias que abrem meu mundo
Clarinete é clorado e retira os males do fundo

Clarinete, aclamado
Torne meu espaço um lugar de refúgio
Para que a dor do homem não influencie
Nas notas, nos dedos, nos fusos.

JRCalhau
Enviado por JRCalhau em 05/12/2007
Código do texto: T766071

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JRCalhau
Santos - São Paulo - Brasil, 27 anos
7 textos (205 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 10:26)
JRCalhau