Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vem II

Vem, caminha em minha direcção
Porque eu estou aqui;
Vem, eu quero mais e mais afeição
Contigo sou feliz;
Vem, vem correndo como o vento e derruba
Tudo que encontrares
Vem, é tarde? Que importa se isso me perturbar
Nesta angustia e solidão?
Vem cantar-me como a  andorinha no ninho
Que construiu
Vem, eu  quero ainda esse carinho
Sem fronteiras que conheci
Vem em frente,não deixes meu sonho ter fim
Neste momento carente
Vem, não quero o sol esmaecido sobre mim,
Se ele é fogo ardente
Vem e salta as barreiras do amor
E dá-me o que é meu
Vem colher os frutos que plantaste em flor
E que são teus
Vem, sim, já oiço teus passos na multidão
Tão proximo a dar-me a mão
Vem, vem, amor, para quê tanta INDECISÃO?!
Odete Simões
Enviado por Odete Simões em 05/12/2007
Código do texto: T766265

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Odete Simões). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Odete Simões
Portugal, 91 anos
68 textos (408 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 03:19)
Odete Simões