Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VERSOS TRAVESSOS

Em poemas
de orvalho
e sereno,
anoiteço.

Em versos
enluarados,
me viro
no avesso.

Em rimas
de belas
estrelas,
adormeço.

Em sonhos
metrificados
e ritmados
faço berço.

Entre
cantos
de pássaros,
amanheço.

Poesia,
raio de sol,
novo dia,
recomeço.

Em versos
travessos,
novamente
me esqueço.

(José de Castro, 06/12/07)




José de Castro
Enviado por José de Castro em 05/12/2007
Código do texto: T766284

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José de Castro
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 69 anos
2304 textos (688568 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 12:51)
José de Castro