Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um Dia de Cão

Canos congestionados,
de decadência burguesa
Bombas d’água cospem ressentimentos,
de anos desconsiderados
Cadeados criam asas,
e somem no véu de chuva
alagadiça,
Que entope minha mente
embotada pelo som que sai
do juke-box esquinal
Quem me dera ter uma espingarda,
para abater os pombos,
vazios de fleuma britânica
Puto! Puto! Puto!
Até que enfim é sexta-feira
Só o amor,
cobre uma multidão de sacanagens
Lameque
Enviado por Lameque em 07/12/2007
Código do texto: T768783

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Lameque). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lameque
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
90 textos (37991 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 19:03)
Lameque