Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tolices Vãs

Tinha eu que viver por mais um dia,
se tantos são, que já me bastam os anos?
Se em mim agora só perdura à vista,
a desventura de momentos insanos?

Que me adianta acumular minutos,
se os segundos, dos quais eles são feitos,
só trazem a mim as dores e os tormentos,
que trago logo estampados ao peito?

E os minutos, seguindo contrafeitos,
hereges horas, que a brisa não sublima,
momentos tolos, quase satisfeitos,
de se perderem ao mar de pesadelos.

Os sonhos mortos, embora não se busquem,
se sentem livres a procurar a esmo,
embriagar-se e se fartarem aos leitos,
e se encorajam a serem tão perfeitos.

"Tolices vãs!", diriam com certeza,
os que se sentem à margem do pecado,
os que vivem a vida imunes à tormenta,
por achar em vida o que tenho procurado.

Lucas Castro
Enviado por Lucas Castro em 07/12/2007
Reeditado em 12/10/2008
Código do texto: T769172

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Lucas Castro e o site www.eporfalarpoesias.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Lucas Castro
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 56 anos
157 textos (6162 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 07:49)
Lucas Castro

Site do Escritor