Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Interdito

Sei que não devo
te falar de amor
verter em palavras
o que dos olhos transborda.
Sei que não devo
falar em saudade
abrindo ao infinito
o que minh´alma consome.
Sei que não devo
dar vazão ao sonho
fechando os olhos
ao que em torno existe.
Mas sei também
que, de olhos fechados,
a tua imagem persiste
impressa em minha retina,
que, em mim, habita
o desejo infinito, vibrante
de fazer-te meu
a cada instante.
De tudo o que não devo
do que me é proibido
és o interdito ansiado
o que há de mais querido.

Shirley Carreira
Shirley Carreira
Enviado por Shirley Carreira em 27/11/2005
Código do texto: T76955

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Shirley Carreira
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
271 textos (19341 leituras)
10 áudios (2666 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:09)
Shirley Carreira