Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que tenho é nada e tudo

onde o mar bate
ou termina
o mar é sempre
o mar
aberto
que toquei,
o mar que eu não
vou além dele,
mas sim,
aquele que mergulho
em pensamento
o mar
que não é de ninguém
e de nenhuma pátria
mar
que é tão vazio como
qualquer coisa pode ser vazia
nesta vida
dependendo apenas do ângulo de quem
vê -
a vida é somente aquilo que tenho nas mãos.

29 de novembro de 2005

Leo Linares
Enviado por Leo Linares em 29/11/2005
Reeditado em 30/11/2005
Código do texto: T78283
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leo Linares
Goiânia - Goiás - Brasil, 30 anos
25 textos (1158 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:06)
Leo Linares