Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sobre a poeira dos móveis

Há algo além quando meu riso cala
De quantas esferas se compõe uma quimera?
Espera antiga.... Sabor de doce em compota.
Mobílias limpas a cheiras óleo de peroba.
Toalha alva e bordada dependurada no varandal....
Bacia de procelana com água fervente esfumaçante para lavar os pés do amado...
Que vem a cavalo....
Pela noite escura da existência
Que vem ainda cheirando a bebida
Ainda tonto
A desejar meu corpo como recheio
Acendo o desejo... É luz? São velas?
O som de um piano...
É que pra amar é preciso tanto desengano....
É preciso tanto sonho em vão....
Mas é preciso também que venhas a cavalo....
Como s eo amor já galopasse os anseios d euma noite sem fim.
É preciso que me arranques da torre.
E que apare os espinhos ao redor de mim.
É preciso ainda que não sejas artista
e que me dispa com crueldade viril
E é necessário que já seja noite, quando até a solidão durma e as angústias dispersas cedam aos apelos da carne
E que quando chegues, beijes minhas màos
Como se pedisse a minha dor, aprovação
E que me cubra e dispa, e cubra e dispa de beijos
Doces
Ardentes
Ternos
E que guarde ainda alguns beijos  entre parenteses
Pra te caberem as outras e os devaneios
E ei de pedir-te que nào ocultes anseios
E que me roce a nuca
E que me faças louca
Eu que já tão sua
Em versos, pus-me nua....
E é preciso ainda que aprendas o quando deves ir e o quanto quero a volta
E que por ti criei-me eterna espera
Do desejo mais louco
Que num submarino no infinito
Alguém deu um nome: Amor
Mas é preciso que venhas....


Alyne Roberta Neves Costa
Enviado por Alyne Roberta Neves Costa em 27/03/2005
Código do texto: T8163

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar a autoria de Alyne Roberta Neves Costa). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alyne Roberta Neves Costa
Salvador - Bahia - Brasil, 45 anos
28 textos (2615 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:11)
Alyne Roberta Neves Costa