Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Olhos de Serpente

Cobre-se a dor com o pranto
Olhos de serpente fixam no ar
Nesse nu de minh’alma
Ao pulsar um sangue frio sem pulsar

É estranho perder o que se quis
Abrir a porta da saída ao entrar
Acordar e ter a  certeza que pra ser feliz
Não basta simplesmente tentar

Meu navio era pirata e  naufragou a pouco
A água fria inundou meus sonhos
Levou o meu anel de pano
E o meu baú que estava cheio de esperança

A solidão agora é do tamanho de uma onda
E não sei nadar e nem voar
Mas não posso , nem vou chorar
Nem também pedir carona
GG
Enviado por GG em 13/12/2005
Código do texto: T85511
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GG
Orlândia - São Paulo - Brasil, 34 anos
24 textos (1259 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:29)
GG