Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Contradição

Contradição
maria da graça almeida

No olhar do furacão,
quero me imobilizar,
no sorriso do vulcão,
quero me refestelar.

Sou o sim da negação
e não da permissão.
Nego-me a cada linha,
dôo-me às entrelinhas.

Sou o azedo do açúcar,
sou o doce do limão,
salgo a água do nenúfar,
adocico o beliscão.

Sou o demo-mau-bendito
entre o inferno e paraíso.
Feito um anjo-bom-maldito,
ganhei fé, perdi juízo.

maria da graça almeida
maria da graça almeida
Enviado por maria da graça almeida em 30/03/2005
Código do texto: T8712
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
maria da graça almeida
São Paulo - São Paulo - Brasil
248 textos (14810 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:40)
maria da graça almeida