Capa
Cadastro
Textos
┴udios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um estranho

Eu conheço um estranho com retrato no meu quarto
Eu conheço um estranho com retrato no meu quarto
E,como eu não me conheço,estranho devo ser de fato

Desde a hora em q ele acorda,me recolho ao meu canto
As pessoas denunciam a presença de um estranho
Eu porém não me encontro e nem por isso me acanho

Ele abate as próprias asas,sorri de máscara pro humor
De nudez tão esquisita,veste as vestes de um ator
Quase inconveniente,deslocado semitom
Numa paz entorpecente,rasga as rimas com pavor

Esse estranho com retrato no meu quarto
Possui rosto indefinido e o seu passo é inexato

Reconhecem nele o crime de ter fala defasada
E a sentença é ter presença de uma sombra amputada
Se é ambíguo ou indiferente,ninguém sabe opinar
Se é ativo ou dormente,para rir,para chorar

Esse estranho com retrato no meu quarto
Tem nos seus melhores dias seu perfil mais caricato

Eu conheço um estranho com retrato no meu quarto
Eu conheço um estranho com retrato no meu quarto
E,como eu não me conheço,estranho devo ser de fato

Não é estranho que não saibam,pois nunca estive aqui de fato.
Rodrigo Frˇes
Enviado por Rodrigo Frˇes em 19/12/2005
Reeditado em 03/04/2006
Cˇdigo do texto: T88298
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rodrigo Frˇes
Niterˇi - Rio de Janeiro - Brasil, 30 anos
45 textos (2358 leituras)
(estatÝsticas atualizadas diariamente - ˙ltima atualizašŃo em 09/12/16 23:13)
Rodrigo Frˇes