Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Flor de Plástico e Seu Intinerário

Elas não têm aroma
Não morrem, nem vivem
Pousam.
Dotadas de uma impáfia, uma indiferença
Voluptuosas... Fazem pouco caso de tudo.
Das horas que passam
Dos versos que eu faço
Das moscas que transitam entre suas pétalas
São umas dondocas
Peruas maquiladas
Esnobes e cretinas
Não são minhas
Não são de ninguém
Coisa sem dono
Res nullus
Nenhum anjo lhes guarda
Nenhum cão lhes ladra
Solitárias e bossais
Industrializadas e bestiais
Camufladas
Não criam rugas
Não caem-lhe as hastes
Obscenas e inférteis
E viverão mais que eu...
Tão antipáticas, que não lhes atiro ao lixo por pena do vaso!
Alyne Roberta Neves Costa
Enviado por Alyne Roberta Neves Costa em 28/12/2005
Código do texto: T91462

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar a autoria de Alyne Roberta Neves Costa). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alyne Roberta Neves Costa
Salvador - Bahia - Brasil, 45 anos
28 textos (2615 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:24)
Alyne Roberta Neves Costa