Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A dor

A dor que doi demais
Necessita urgentemente
De linguagem rebuscada
Para expressar tal dor pungente

Quando a dor vem da paixão
Que, cálida, fincou-se no peito
Pode vir a dor voraz
Nas entranhas so sujeito

Se a dor vem do amor
Sentimento casto e puro
Tira as forças com furor
Nos deixa no chão, no escuro

A pior dor que senti
Foi a dor de hora passada
Que chega um minuto tarde
Quando não sobrou mais nada
E do nada vai se formando
O buraco negro estanque
Que consome o que toca
E puxa o que está ao seu alcance
Lauro Bart
Enviado por Lauro Bart em 06/01/2006
Código do texto: T95084
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lauro Bart
Campinas - São Paulo - Brasil, 32 anos
7 textos (229 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:15)
Lauro Bart