Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESESPERO

Esse dia que passa imenso e frio,
a angústia de viver, esse vazio,
o pranto que não sai, cristalizou-se,
sonho que, mal começou, acabou-se.

Vejo esse mar agitado e bravio.
Talvez fosse melhor um manso rio,
carregando de mim todas as ânsias,
em mim deixando as mais doces lembranças.

Mas logo ali na frente uma onda espoca.
Depois vem outra numa fúria louca,
vou caminhando em sua direção.

Eu quero mais, que ele cresça sobra mim,
eu quero que esta angústia tenha fim,
quero tirar de mim essa ilusão.
Gladis Lacerda
Enviado por Gladis Lacerda em 03/04/2005
Código do texto: T9560
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gladis Lacerda
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 77 anos
2 textos (82 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:42)