Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INVASÃO DE PRIVACIDADE

Pela porta, torta
Teu corpo , morto
Pulsando na penumbra do medo,
Excitada
Abandonada
Exposta ao íntimo,
Ínfimo vislumbre da inata
Que mata o desejo
Em sonhos lúbricos ao entardecer.


Pelos aposentos invado sua privacidade,
Possuído de saudade
Possuo sua fidelidade,


Rimo versos
Fantasio gestos,
Disfarço o ato
Destruo o espaço,

Sou o vento implacável a correr,
inutilmente, atrás dos pássaros.
Carlos Moraes
Enviado por Carlos Moraes em 11/01/2006
Código do texto: T97478
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Moraes
Campinas - São Paulo - Brasil, 50 anos
8 textos (552 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:01)