Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CREPÚSCULO DA TARDE

O badalar dos sinos
Ressoa através das campinas.
O farfalhar da relva dá lugar
Ao murmúrio dos grilos anunciando
A noite que se aproxima.

Um gavião corta os céus, apressado...
Ao seu ninho retornar.

A passarada chega barulhenta
À velha figueira, abrigo noturno,
Protetor contra o sereno que vem.
Tamanha algazarra invade o local...
Nada mais se ouve até o momento
Que as irrequietas criaturinhas
Acomodam-se finalmente.


Uma fumacinha branca, ao longe...
Foge de uma solitária chaminé...

O trabalhador cansado retorna
Ao lar, em busca de paz.
Sua labuta diária já garantiu
O pão nosso de cada dia.

Tudo se aquieta...
A musicalidade do dia cessa.
Um profundo silêncio desce
Sobre este pequeno mundo.




Tela de Jorge Manuel Varela
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 08/03/2006
Código do texto: T120634

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916764 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:15)
Denise Severgnini