Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Antiga coisas iniciadas em órbita moderna

Senti escências,senti a cor
Tudo isso é lindo,tudo isso é amor
Mas,não posso aceitar essas coisas
Algo é mais louco dentro de mim

Vi as sombras,vi as coisas
Vi eu virar,e ficar careta
Plantei a fruta e colhi caroço
Andadando na rua
No meio  do asfalto
Algo me chama
Á dobrar a esquina

Não me perturbe
Você não me encina
É o lixo da minha cidade

Use as mãos
Cantando uma canção
Deixe a preguiça
Entre na noite
Pra chegar em dia

Eu te matei
Te assassinei
Fiz todo o mal
Pra ficar com você

A parte estão os vermes
Devorando todo o podre
E nós, ficamos
Esperando algo de novo
E os dinossauros andam pela terra
Olhando pra mim
Olhares anti-atômicos
Lágrimas pra mim.




Enviado por PÉ em 20/05/2006
Código do texto: T159836
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Curitiba - Paraná - Brasil, 50 anos
5 textos (176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:36)
PÉ