Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

poema para a noite de número 8

o relento é minha morada.
moro no vento,
na brisa da noite, que assopra, que gira,
que sonha e faz lua.

eu visto o sereno,
eu sou noite, eu sou vento, habito
o relento,
eu moro na rua.

eu passo e viajo,
meus pés companheiros
seguindo
sem medo, meus pés caminhando
do tranco ao barranco,
meus pés e eu
seguindo
sem quando e sem tempo, sem casa,
sem nada, habitando

o relento
andré boniatti
Enviado por andré boniatti em 14/09/2006
Código do texto: T239761
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
andré boniatti
Corbélia - Paraná - Brasil
288 textos (45249 leituras)
17 áudios (887 audições)
14 e-livros (768 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:58)
andré boniatti