Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REPARA AMOR

Repara,  amor,  no além...
As nuvens correm céleres, entre azul,
mar azul sem sombras ocultas
nas etéreas masmorras do tempo,
e não são perseguidas pela famélica
e feroz voracidade de cães raivosos.
Prófugas, em famígera simpatia,
juntam-se, umas às outras, no preâmbulo
dum gélido, viscoso beijo.
Cada nuvem, semidolente, chora de frio,
um frio metálico e terrível, de saudades
pelo húmus sepulto na prolígera,
escura e álgida  terra.
Como detestam os afagos solares!...
Heliófugas por sensibilidade timpânica,
versátil e capilar!...
Nos dias plúmbeos, pluviosos, derramam
purulentas cores na derme terrestre,
agridem os ridentes cendais da natura,
laceram o polínico hímen solar,
com frígidas carícias de pérfidos amantes...
As plantas dobram-se em plangente
flexão, de mímica suplicante...
Os homens, introvertidos e insípidos, mascam
tristezas inopinadas e reflectem
tonalidades lúgubres, lívidas, funéreas...


Agora pergunto, amor:
Serão as nuvens conscientes
de tão estranhas reacções?!...
Porque nos atormentamos, sangrando
as realidades que sobrevoam
as paroxísticas razões?!...

Deixemos, aos pobres espíritos errantes,
as minudentes e ontológicas explicações
da matéria e do espírito.

(In Jornal das Aves, 29/06/74)



batista_oliveira
Enviado por batista_oliveira em 17/09/2006
Reeditado em 23/04/2013
Código do texto: T242209
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
batista_oliveira
- - Porto - Portugal, 64 anos
31 textos (724 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:25)
batista_oliveira