Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Céu chora

Hoje chove tanto aqui
Nessa terra tão quente
Não é próprio se sentir
Não é a cara dessa gente

Eles não são acostumados
Com o céu chorando tanto
Não são como eu, ouvintes
Do firmamento e seu pranto

Eu já ouvi por dias a fio
Esse céu chorar as mágoas
Lá na montanha, não no rio
Não aqui perto das águas.

Lá o céu chora mais forte
Passa mais dias vertendo
Lá é menor sua sorte
Junto à montanha morrendo

Aqui, tão grande, espalhado
Nunca igual, aqui pesa tanto
Seu azul é mais desbotado
Ao mar vai alegre, encontrando

Se tornou tão grande aqui
Mas tão solitário se torna
Que por vezes triste a sentir
A saudade do monte se forma

Lá em cima é pequeno, mas
Ele tem onde deitar e dormir
Tem onde se esconder atrás
Tem quem o ajuda a sorrir

Se lá chora, se chora demais,
Não é só de tristeza, agonia
Pois tem da montanha amizade
Chora muito também de alegria.

Aprendeu esse céu o seguinte
Adianta ser amigo dos seus
Adianta ser um bom ouvinte
É positivo ser chegado de Deus

Onde quer que esteja ele traz
O pranto, a alegria, o alento
Traz um coração,  que o faz
Ser chamado de firmamento.
Odemilson Louzada Junior
Enviado por Odemilson Louzada Junior em 27/09/2005
Código do texto: T54252
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Odemilson Louzada Junior
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 42 anos
299 textos (13660 leituras)
1 áudios (33 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:46)
Odemilson Louzada Junior