Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aldeia_ESPERANÇA/Entrelace Denise/Nadir D'Onofrio

Aldeia...ESPERANÇA


O vento gélido, cortante

COMO ESTA SOMBRA QUE SE FAZ ALUCINANTE
Sibila sobre a aldeia deserta,

ECOANDO, N’ALMA SOFRIDA, QUE DESPERTA
O BALADAR DOS SINOS DAS “IGLESIAS”

VENTO, TUA ESSENCIA...

Causando erosão nas falésias,

Triste ausência...

 

Lembranças de uma vida feliz

SEM TRISTEZAS, E HUMANOS ARDIS
Que o mar, impiedoso estragou!

COMO UM TOQUE DE MAGIA.

Quisera desabrochar alegria,

COMO ÁGUA LIMPIDA DO CHAFARIZ...

Como flores primaveris...

 

Mas o inverno entorpece

O corpo debilitado.

ENTONTECE

O CORAÇÃO DESAVISADO

Urge hibernar meus pensamentos,

CONGELA-LOS POR MOMENTOS
Esperar o verão chegar...

E NOVAMENTE A VIDA ACORDAR
 

Quando as aves, aqui pousarem

EM CANTILENAS, MELODIAS ENTOAREM
Acasalando, fazendo ninhos,

(EU ABRIR-ME-EI EM CARINHOS)

A esperança em mim renascerá,

NÃO SERÁ APENAS LEMBRANÇA

Esperando você regressar...

E TODO O MEU AMOR VOU TE DAR

 Nadir A D'Onofrio/DENISE SEVERGNINI

Santos /SP___________ NOVO HAMBURGO/ RS

02/05/2005  14:13 _____________ 05/10/2005 20:29

 
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 05/10/2005
Código do texto: T57058

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916725 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 11:01)
Denise Severgnini