Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Covardia

Meio que natural, ficar triste ao te perder
Mas eu nem sei se te perdi,
Quem disse que acabou?
Sendo que nem comecou?

Doe o peito ao lembrar de minha covardia.
Ah! como que queria poder ganhar a valentia.
Valentia de mil homens
Estufar o peito, e gritar, poder te dizer tudo o que esta dentro de mim.

Mas infelizmente este dom, ai nao adquiri.
Desejo um dia, te olhar majestade,
E te pedir. pedir? sim pedir!
Pedir para ver o quanto preciso de ti!

Talvez mais do que isto.
Que veja o que eu sou,
Que me aceite, que me note, que me VEJA.
Que um dia voce precise de mim!

Nao me vejo mais como incapaz,
Mas sim como uma apaixonada
Que te  ama
Assim como espero ser amada.

Isto de voce posso esperar que compreenda
A coragem e valentia,
De dons ainda nao tenho
Mas o que tenho ao meu favor sao as letras.

Se sou a felicidade batendo a sua porta
Eu nao sei, para ser sincera acredito que nao.
Se sou alguem que te ama, e que espera te fazer feliz
Isto posso garantir que sou, e estou aqui, so para te dizer...
 

......VOCE E MUITO IMPORTANTE PARA MIM!!!!!

Kakau Yrvem
Enviado por Kakau Yrvem em 29/08/2007
Código do texto: T629407

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Kakau Yrvem
Poá - São Paulo - Brasil
8 textos (702 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 14:00)
Kakau Yrvem