Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um dia na roça (primeira parte)

Lá na roça acordo cedinho
Com o galo a cantar
Vou até a janela
O amanhecer espiar

O cenário que logo avisto
É lindo de se admirar
O sol quentinho vem chegando
Para o dia clarear

Logo à frente tem um morro
Onde o gado vai pastar
Ao redor, a passarada
Entre as árvores a cantar

Vou até a cozinha
Coloco a lenha pra queimar
Um cafezinho gostoso
Já, já, vamos tomar

Saio pra caminhar um pouquinho
Vou ao curral e depois ao galinheiro
Sinto um cheiro esquisito
Lembrei! Vem alí, do chiqueiro

Mas pra compensar o mal cheiro
Tem a bela mata ao redor
Que a brisa nos faz o favor
De um gostoso perfume soltar

Depois vem a hora do almoço
Hummm!... Arroz, ovo, moranga e almeirão
Opa! Não pode faltar o feijão
Nem tão pouco o angú sem caroço

De sobremesa gostosa
Tem goiabada cascão
Doce de leite ou compota
Queijo mineiro ou requeijão

Esticada na varanda
Uma rede a convidar
O corpo já amolece
Deito sem pestanejar

Aprecio o bom momento
Pois a moleza vai acabar
Fico alí, só no lamento
Pois pra cidade grande vou voltar

Voltar pra correria
Onde o lugar comum é a pressa
Ganhar meu "pão-de-cada-dia"
Do melhor jeito que há: trabalhando, ora essa!
Ceres Damasceno
Enviado por Ceres Damasceno em 19/09/2007
Reeditado em 18/05/2015
Código do texto: T659082
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ceres Damasceno
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
186 textos (17081 leituras)
1 e-livros (633 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 19:06)
Ceres Damasceno