Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Agonia

Escorre pelas minhas mãos o tempo
Sou só um espectro retido no espelho
Ante a visão do amor diluído
Estou só andando por ruas vazias.

Sou a lágrima que se perde no rosto
A penumbra fria do vitral monótono do tempo
Deixo a vida ao lado da escrivaninha
Para poder acordar chorando.

Visto sonhos perdidos ao anoitecer
Deixo-me carregar por lembranças da alma
Esqueço de dormi com a realidade dos dias
Vejo apenas o vulto da esperança que se esvai.

Embreago-me com resto de sentimentos
Durmo ao relento esqueço do tempo
Mas em minha boca ainda arde teu beijo
Recuo dos lábios que agora estão vazios.

Amanheço tentando explicar o por quê?
Relembrando a morte do amor meu
Descartando a rebeldia que tenta voltar
Visto minha vida tentando esquecer você.

Mas você insistir em atormentar os meus dias
Lembro ainda palavras e sonhos divididos
Estou agora voltando a viver no instante real
Esquecendo de mim e lembrando de você.


                                                                                                               Edson Junior
Edson Junior
Enviado por Edson Junior em 22/09/2007
Código do texto: T663969
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edson Junior
Recife - Pernambuco - Brasil
185 textos (5759 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 05:22)
Edson Junior