Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aquavitae

Água em bicas,
Sangue arterial de montanhas
Alma pura das alturas
Que desce em vida,

Aquece-se e se esquece,
Da rocha e do limo,
Do orvalho e do frio
Dos deuses e das ninfas.

Serviste à sede.
Fizeste sexo em rocha aparente,
Banhaste teus pássaros e tua flora,
Murmuraste beijos de amor.

Mas te vejo suja e tristonha,
Carregada de peso que versejas,
Em luta com pares.

Não te esqueças,
É da semente
O ciclo mais puro
 A água mais viva.

Não morrerás jamais,
Serás a gota mais limpa,
Mais cândida e mais calma.

Te espero no céu.
Lorenzo Giuliano Ferrari
Enviado por Lorenzo Giuliano Ferrari em 10/11/2007
Código do texto: T731249
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lorenzo Giuliano Ferrari
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
1817 textos (50955 leituras)
1 áudios (2457 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 01:59)
Lorenzo Giuliano Ferrari