Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

2:50

2:50

O silêncio me fala
Que é hora sagrada –
Que, agora, a toada,
Sincera e marcante,
Dos tiquetaques na madrugada
Significa parar!
Significa reconhecer
Que o descanso
Para o corpo cansado
Tem seu porquê.
É hora dos grilos
Falarem baixinho,
Mas em tal união,
Que seus cantos ecoam na escuridão.
E penetram paredes,
E dizem pra gente
Que o silêncio enternece
Até o vil, o durão;
E cantam suave
O dorme-menina
Fazendo um coral
Com o latido do cão,
Com o coaxar dos sapinhos,
Como que a ninar toda a população.
Edienic
Enviado por Edienic em 04/12/2007
Código do texto: T764859

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (CMC .http://www.recantodasletras.com.br/autores/edienic). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Edienic
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
27 textos (2212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 14:57)
Edienic