Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Olhando - Paisagem Natural-Urbana

Sinto todos os dias,
Olho para o céu,
Vejo os azuis e brancos (alegrias!)
Uma colméia de abelhas, fazendo mel.

Sinto na hora,
Talvez necessariamente agora,
A mesma tépida temperatura,
E as montanhas, ao longe na mesma altura.

Os pássaros voando,
O céu ainda se abrindo,
As nuvens passando,
E o sol ainda acordado-dormindo.

Vejo todos os dias,
As avenidas,
Carros jogando fumaça,
Buzinas, acidentes, gritarias,
Nesse caos, não entendo o que se passa.

Vejo toda hora,
Não agora,
Vi bicicletas saindo,
Na ciclovia passando,
As pessoas e Eu, acordadas-dormindo,
E a minha viajem acabando.

Cruzo diretamente,
Com a paisagem natural-urbana,
E acordo tristemente,
Por querer ter continuado na cama.

É assim que tudo começa,
Tudo se inicia,
Nunca tenho pressa,porém
Não tenho calma em demasia.

É assim que acontece,
Todo dia,
Fim.
Allan Tancredo
Enviado por Allan Tancredo em 06/12/2007
Reeditado em 06/12/2007
Código do texto: T767196

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Allan Tancredo
Cubatão - São Paulo - Brasil, 27 anos
36 textos (3620 leituras)
1 e-livros (119 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 02:05)
Allan Tancredo