Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AH! MAR

Espumas brancas correntes
Que trazem e levam saudades
Lembranças de quem está longe,
A quem amamos de verdade.

Com as suas ondas imponentes
Inquietas, alegres e soberanas
O mar diz todo dia
Viva, sorria e ama.

Tão grande imensidão
Beleza, fauna, flora
Que Deus presenteou os homens
Que explora ataca e devora.

Quantos derramamentos
O homem ainda vai causar?
Quando perceberá com desalento
Que passou da hora de parar?

O homem esquece no entanto
Da grande lei da natureza
Que devolve o que recebe
Mesmo que seja tristeza.

Na própria ignorância, e arrogância
O homem vê mas não quer enxergar
Quando poderia viver em concordância.
Para com a natureza aprender a preservar.
Zalvo
Enviado por Zalvo em 28/11/2005
Código do texto: T77474
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zalvo
Parnamirim - Rio Grande do Norte - Brasil, 40 anos
51 textos (3144 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:07)