Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Intervalo

O tempo eu não reconheço
Corta-me desde o começo
Como uma grande faca afiada
Que ao mais leve toque se apraz
Numa sagacidade tenaz
De ter assim uma garganta cortada.

Não entendo do tempo o poder
Que nos faz rápido envelhecer
Deixando-me assim brutamente
Dissolvido, em suma, ferido
Sem saber claramente o sentido
De um dia ter sido semente.

Plantou-se numa conversa oblíqua
Dessa dúvida ambígua
Um beijo suave, doce, transparente

Formando-se em sublime calma
No limiar de noss’alma
Que deixa o lúcido louco e o louco deixa contente.
gothmate
Enviado por gothmate em 08/12/2005
Código do texto: T82364

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (por gothmate igni delirium). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
gothmate
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 41 anos
26 textos (1005 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:52)
gothmate