Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vôo singelo

Num casulo pequenino, se faz presente a borboleta
Que ao surgir inventa
O leve vôo da liberdade
Abre as asas borboleta, vem viver por um segundo.

Na natureza vive, a pequena borboletinha
Vive em um mundo meio incerto
Mas constrói a sua vida
E a bela natureza faz surgir a pequenina

Livres vôos com balanços
Vem, me mostra teu encanto
És humilde, porém pertence à realeza
Então venha pequenina e mostre-me tua beleza

Podes existir apenas por um dia
Que será o mais belo dessa vida
Ao abrir asas pro mundo
Desperte de um sono profundo

Mas como tudo não é pra sempre
Dormirás no belo manto
Que te acolhe e te acalma
E camufla o teu pranto

E ao dormir novamente
Verás fonte reluzente
Que guiará teus caminhos
Sem pedras nem espinhos.


Priscilla Peixoto, dia 14 de Dezembro de 2005.
Priscilla Peixoto
Enviado por Priscilla Peixoto em 14/12/2005
Código do texto: T85983
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscilla Peixoto
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 26 anos
5 textos (988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:21)
Priscilla Peixoto