Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ode ao Velho

Ó velho que se espelha em pensamentos,
Perdido no correr de más lembranças.

Velho que vaga em luto e moribundo,
Sem levantar sequer de suas mágoas.

Velho de vigor inesperado,
Expulsa a firmes varetadas,
Quem ousa explorar os cantos podres,
Da vastidão solitária de tua fadiga.

Pigarreia conjuras virulentas,
Em teu delírio doce, confortável.

Te entrega à morte, ó velho!
Posto que sabes o porquê da vida,
E mais ninguém conhece tua alma.

És doce ao ser amargo,
És vivo e moribundo,
Tão sábio quanto senil,
Te ofuscas porque brilhas.
Rodrigo Urquiza
Enviado por Rodrigo Urquiza em 01/01/2006
Reeditado em 01/01/2006
Código do texto: T93128
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rodrigo Urquiza
Recife - Pernambuco - Brasil, 36 anos
6 textos (540 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:31)
Rodrigo Urquiza