Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MÃE... MINHA MÃE!






Impossível  não lembrar de ti, mãe...
Com a gratidão exata da educação partilhada.
Impossível escapar da tua mirada, minha mãe...
A “diagnosticar” sem erro, cada filho ao chegar.
Com a candura do teu olhar a nos contemplar.


Baixinho te chamo...  Mãe! E o amor que nos envolve nos entrelaça.
Quando te abraço abrigo-me e teus braços devolvem-me a segurança.
Consolas-me, como se fora criança, tua fé renova-me a paz, a esperança.
Tua força e perseverança renovam-me os dias de ânimo, fé e confiança.


Ah, Mãe!
Quem dera que os anos não passassem para ver-te já sem força.
Caminhar titubeante, no peito um desalento, tua prole já ausente.
Acalentando-os com a força do teu pensamento,  sempre presente.


Mãe...
Sossega teu coração, teus filhos voaram, cumpriste  tua missão.
Com tua benção  agora já caminhamos com a máxima proteção.
Tua constante e sagrada oração manifesta ao céu tua intenção.
Sempre ouvida e atendida por Deus será, que acalma tua aflição.
Teus conselhos sábios,  eternos serão e em nós se perpetuarão.




























Gus, 08/05        -        (reeditada) 10h
Míriam Diniz
Enviado por Míriam Diniz em 25/04/2005
Reeditado em 10/05/2011
Código do texto: T12897
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Míriam Diniz
Garanhuns - Pernambuco - Brasil
820 textos (128813 leituras)
2 áudios (192 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:13)
Míriam Diniz