Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Auschwitz

No caminho de lama de verde ladeado
De álamos esguios e pálidos, na chuva fria,
O passo que me levava era lento e espaçado ...
Para nada olhando mas tudo vendo, eu seguia.
 

O braço quase roçando o arame – farpado ...
Ali, perto do muro, as balas detonando ...
Ouvi em cada esquina vermelha um grito não dado ...
E vi-os na forca ao sabor do vento balançando ...
 

Naquela sala, uma vela no chão de cimento ...
A pálida chama os restos do gás não queimou !
Ainda cheira a lágrimas e a preces que não vivi ...
 

Foi ali que num segundo, num breve momento,
O peso da culpa que não tive me esmagou !
E, de alma nua, com eles sufoquei, com eles morri !

Auschwitz, 25/04/04
Cri
Enviado por Cri em 19/06/2005
Reeditado em 19/06/2005
Código do texto: T25930
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cri
França, 58 anos
30 textos (7245 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:42)
Cri