Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEMPO DE NATAL

É Natal
Nasceu Cristo rredentor

Veio ao mundo trazer Amor
A mensagem correu mal !

Homens de espada na mão
Ódio entre a spessoas

Foram-se as coisas boas
Magoou-se o coração!

É Natal
A Paz devia reinar

Em nossas casas entrar
Algo foi pra sempre fatal !

Jesus padeceu de dor
Carregou nas costas a cruz

Apagou-se então a luz
Instalou-se o horror!

O ser humano pecador
Cheio de vícios desgraçados

Fez de Cristo sofredor
A lei dos nosssos pecados!

Pai supremo, lá no céu
Foste traído p`lo povo

Espera-se um sinal teu
Espera-se por um mundo novo!

Um jardim de mil cores
Onde sem qualquer maldade

Os "Robots" da sociedade
Nos deixem viver na Esperança

De vermos qualquer criança
Sem trsiteza no olhar

Sentirmos o Natal chegar
Com um sorriso no rosto

Ficarmos depois a pensar
Jesus se iria alegrar
Se não houvesse desgosto!






O Poeta Alentejano
Enviado por O Poeta Alentejano em 23/10/2007
Código do texto: T706750
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Poeta Alentejano
Portugal, 50 anos
855 textos (13800 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 02:25)
O Poeta Alentejano