Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A VIDA



A VIDA

Na minha infância, no alvorecer de meus pensamentos.
A vida sublima, destina, direciona, questiona e me faz pensar:
Será que serei feliz?

O destino traz incertezas e desalentos.
No meu ciclo de infantilidade, o tempo me oferece desatinar.

Desatinos de destinação melancólica, bucólica, e trivial
Penso duas vezes, tentando compreender a situação anormal.
É como a roupa que balança ao soprar do vento, do vendaval.
No casulo do mundo marginal, que nos leva a certeza divinal.

A vida sublime par uns, sofrida para outros, marca o destino, bom, cruel, não depende de nós, mas do Pai Celestial.
A acomodação maltrata, desvanece, tornando o matutino
Triste ou alegre, sombrio ou claro, simples ou magistral.

Prefiro vidinha tranqüila, sem preocupações e superstições
Aos lauréis da fama e da glória, que transforma e aniquila.
Pobres humanos, sem scripts, num mundo cheio de lamentações.
Reflexão é destinação passada ao coração que floresce e burila.


Antonio Paiva ROdrigues -Membro da ALOMERCE
Estudante de jornalismo e membro da ACI.
Paivinhajornalista
Enviado por Paivinhajornalista em 25/06/2006
Código do texto: T181991
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paivinhajornalista
Fortaleza - Ceará - Brasil
2096 textos (760107 leituras)
1 e-livros (161 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:51)
Paivinhajornalista