Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Onde estás minha dor?

Não sei se por clemência
Se por magia ou coincidência
Eu não te encontro onde devia.

Fecho os olhos de contente
e por mais, por mais que tente
Não te vejo, que alegria!

Eu te conheço, és traiçoira
Vais querer arranjar maneira
de voltares á minha vida

Mas eu te espero abrindo o peito
Só pra veres que deste leito
Outro alguém fez moradia

(Só para veres que pra tormento,
para dor e sofrimento
Não tem lugar nem alimento)
TrabisDeMentia
Enviado por TrabisDeMentia em 25/07/2006
Código do texto: T201757
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
TrabisDeMentia
Portugal, 39 anos
54 textos (2527 leituras)
3 áudios (469 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:24)
TrabisDeMentia