Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Silêncio é o amor, há outro fruto

Silêncio é o amor, há outro fruto
E a sua sombra, nem o doce é certo
Nem exíguo, talvez as asas perdidas
Da folha clara, os flanquinhos dos
Braços nos caminhos das transparências
Para lá do corpo e do seu Outono, maduro
cabo verde do teu colo, entre os oceanos
um sobre o outro e sete rios na tua mão
os dedos e o sopro do ar na teia do silêncio
que te prende e larga na doçura da abelha
nos joelhos transparentes na neblina do teu
olhar, é novamente o silêncio, a sua dor
silenciosa no lado extremo dos pátios
do coração da voz, canta na desordem das
imagens ordenadas na pueril luz da noite

a casa, das lentas folhas escuras do poema
José Gil
Enviado por José Gil em 02/10/2006
Código do texto: T254693
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Gil
Portugal, 63 anos
23 textos (954 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:00)