Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENCANTAMENTO

Ao calmo abrir da janela,
A vista surpreendente
Enfeitiça o meu olhar,
Na tarde serena e quente.

A banhar a costa de ouro,
‘Stá o mar imenso e azul,
E a linha do horizonte
Perfeita, virada ao Sul.

Junta-se além o Arade,
Entre dois faróis atentos.
O céu limpo e transparente
Espantou todos os ventos.

Cheias de encanto as gaivotas
Passam tão perto de mim,
Como crianças brincando
À roda do seu jardim.

Agora é uma que grita,
Voa rápida, zangada.
Porém, mantém-se a harmonia,
Eu não me sinto lesada.

Descrever, eu não consigo,
Esta deslumbrante vista,
O que vejo, o que sinto.
Quem dera que fosse artista!

Mas dou-vos graças, Senhor,
Por ter olhos para ver
E um coração para amar
O Teu Divino Poder.

Praia da Rocha, 21.07.2003
Maria da Fonseca
Enviado por Maria da Fonseca em 05/10/2006
Código do texto: T256721
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria da Fonseca
Portugal
143 textos (3621 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:26)
Maria da Fonseca