Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rafaela...

Outro dia chegou,
outra manha que atrasado
chegarei na faculdade.

Mais um dia quente,
mais um dia de uma rotina de anos,
ao menos foi isso que pensei
quando coloquei meus pés no chão...

Mas nesse instante estou feliz...
Meu coração bate acelerado...
Eu a vi distante a cantar,
e não resisti, fiquei a olhar...
Ela percebeu e continuou
a mexer os lábios docemente e a sorrir,
quando reparei que eles soletravam o mesmo refrão...

...e na leitura daqueles doces
e rubros lábios encontrei a frase:
"Não vês que a muito te quero
e te chamo em silencio, poeta?"
Poeta Devaneador
Enviado por Poeta Devaneador em 10/11/2006
Código do texto: T287970

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (cite Itamar Eduardo Gonçalves de Oliveira e eduardogoncalves@hotmail.fr) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Devaneador
Rondonópolis - Mato Grosso - Brasil, 29 anos
82 textos (3896 leituras)
1 e-livros (99 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:20)
Poeta Devaneador