Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ONTEM E HOJE

No meu tempo, uma senhora
se vestia por inteiro;
sim, não era como agora,
neste Rio de Janeiro.
Hoje em dia, não se zanga
o marido se, na rua,
a mulher anda de tanga,
ou, na praia, quase nua.

No cinema, uma donzela
que estivesse a nosso lado,
resisitiria ao que na tela
fosse vendo interpretado.
Porém hoje, a senhorita
junto a nós, ali no escuro,
nos agarra vendo a fita,
e nos beija até, no "duro".

Essa Bôa toda prosa,
cujo corpo é um violão;
que aí está toda orgulhosa,
por saber-se um pancadão,
- pequenina, sentou tanto
no meu colo, entre seus pais!
Hoje em dia, aqui, no entanto,
ela já não senta mais...

Até mesmo a ortografia,
de sofrer transformações,
acabou numa "anarquia",
numa escrita de senões.
Hoje só se escreve assim,
sem acento: BOA, SOA;
porém BOA, para mim,
sem acento, não é BOA...

NTT.
Bergamota
Enviado por Bergamota em 10/11/2005
Código do texto: T69879
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bergamota
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 121 anos
104 textos (3802 leituras)
4 e-livros (92 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:22)
Bergamota