Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MINEIRINHA - neta do meu coração

A MINEIRINHA

Era dezesseis de junho de dois mil e sete no comecinho da noite,
Quando o telefone tocou.
Eu corri e atendi.
Era uma notícia nova, eu comecei a sorrir.

EULÁLIA tinha vindo ao mundo,
Eu sabia que sua mãe estava bem,
Junto com sua filha,
Meu filho também,
Estava alegre, com grande emoção,
Sabendo que naquela hora nascia mais uma.
Filha do coração.

EULÁLIA, aqui você veio,
Para somar a nossa família.
Estamos de braços abertos,
Seja noite, seja dia,
Um presente como este só nos traz alegria,
Você EULÁLIA.
Nasceu de uma família honesta,
Família que não mente,
Família que faz tudo certo,
Família que teme a DEUS,
Família que não esmorece.
A partir de hoje, de ti nunca nos esquece.
DEUS está contigo, porque você merece.

Eu te agradeço EULÁLIA por você ser uma mineirinha,
Nascida em Ubá das Minas Gerais,
Estado de nós vizinhos,
O que importa é o sangue que de nós é apuradinho.

EULÁLIA, hoje eu estou bem longe de você,
Mas logo vamos aí te ver.
A saudade vai aumentando,
O coração começa a bater,
Passamos a noite acordados,
Só pensando em você.

Minha neta EULÁLIA,
Tenho muita coisa pra ti contar,
Você tem um grande pai e uma mãe exemplar,
Você nasceu em berço de ouro,
Agora é só conservar.

Já estou pensando em seus estudos,
Que é coisa prioritária.
Hoje todos têm que estudar,
Pra ser alguma coisa na vida.
Com os estudos, vem o trabalho.
Estudo é coisa querida.

EULÁLIA estou falando com você,
Como se fosse um adulto,
Mas você hoje é uma bebê indefesa.
Mas com tanta vontade de lhe ver grande,
Resolvi te escrever,
Minha linda, meu bem querer.

Quando você ficar grande,
Este poema você vai ler.
Vai entender meu amor que tenho por você.
Minhas fotografias vão ficar em meu arquivo,
Você pode ver.

Com você já completei sete netos.
Todos iguais a você.
Adoro todos eles.
Mas só lembrei de escrever um poema para você.
Os outros podem enciumar,
Pode ser que sim••••.
Pode ser que não....,
Neta do meu coração.

Goiânia, 18/06/2007.

Um abraço do vovô, E da vovó Antônio Matos e Conceição.
Matos
Enviado por Matos em 15/11/2007
Código do texto: T738356

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Matos
Goiânia - Goiás - Brasil, 84 anos
14 textos (710 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 15:40)
Matos