Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PARA UM RENASCIMENTO

Foi preciso reaprender a andar
A sorrir, a comer e a falar...
tentei, quantas vezes nem sei contar,
mas dentro de mim uma voz insistia,
para que eu,
não desistisse de lutar.

O medo residiu e insistiu,
mas a vida fluiu e determinou:
vá em frente, você pode e vai vencer,
nunca desista de tentar, acredite no seu potencial,
porque eu sou a vida,
e ainda acredito em você!

E os dias passaram...
com grandes conquistas e superações.
Dei passos, mais seguros, sorrisos mais largos,
lágrimas de alegria, quando voltei a falar.
Senti firmeza e uma onda de harmonia
começou a me encantar.
Também, fiquei surpresa, de ver renascer em mim
uma outra mulher, muito mais bonita
e com uma possante poesia!

Algo diferente no ar surgiu
novos valores, verdades, transparências ,
aprendizados que antes pareciam distantes e ocultos,
virtudes que estavam encobertas
e obtive uma nova visão, para o mesmo mundo.

O que se trajou de acidente na minha vida, virou “milagre”!
Ampliou meus conhecimentos
Expandiu na minha alma outras paisagens.
Fez com o sol, exibisse mais brilho
com que o mar, acolhesse mais rios
e revelou o segredo de transcender, tamanhos desafios...

Hoje, posso pular, correr, cantar, dançar
e celebrar meu viver entre as flores...
aprendi a sorrir, a amar e a aceitar sem medo do inesperado.
Estou criando oásis, onde antes havia desertos,
instruindo outras vidas, para o bem do universo,
colaborando para que haja diversos progressos.
Meu recado é simples e sincero
de que como eu, qualquer um pode vencer,
quando diz: eu posso, eu quero e eu vou fazer acontecer!

Fim desta, Cristina Maria O. S. S. - Akeza.
Akeza
Enviado por Akeza em 14/02/2006
Reeditado em 15/03/2015
Código do texto: T111579
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Akeza
Canavieiras - Bahia - Brasil, 53 anos
2131 textos (392361 leituras)
57 áudios (107833 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/03/15 09:27)
Akeza



Rádio Poética