Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nádia!

Talvez veja em mim Nádia!
Talvez não veja, e sim procure em mim Nádia!
Talvez não veja e nem procure, e sim busque em mim Nádia!
Talvez nenhuma das alternativas acima...

Talvez você realmente queira Nádia!
Talvez seus amores venham e vão, porque queres Nádia!
Talvez esteja procurando em todas as mulheres que se aproximam, Nádia!

Nádia, misto de anjo e mulher,
Que nos porões do sofrimento de uma época foi o bálsamo de sua angústia.
Nádia lhe trouxe compreensão, palavras, informações, foi os olhos do mundo de fora...

Nádia que lhe confortou, que como diz foi elo entre dois mundos...
Os porões frios do quartel, e o mundo brasileiro!

Nádia... Nádia...Esse nome ainda ecoará em sua mente,
E tu meu nobre amigo, ainda a procurará em todas as mulheres que aproximar-te-ão de ti!

Tu meu amigo, só encontrará o verdadeiro amor
Que tanto anseia, que tanto queres, que tanto sonha,
O dia que parar de procurar Nádia!

Nádia anjo e mulher, anjo fica no Céu e mulher na Terra, escolha, Quer um anjo ou uma mulher?
Nádia está entre o Céu e a Terra, fora de seu alcance...

Decida,  ficas na Terra com uma mulher ou voa alto nas alturas do firmamento atrás do anjo, mas entre o dois impossível.




Egregora
Enviado por Egregora em 02/05/2006
Código do texto: T149182

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Egregora
São Paulo - São Paulo - Brasil, 55 anos
28 textos (1707 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:51)
Egregora