Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Legião dos Anjos



Um sempre chora,
O outro só às vezes,
Um nunca sucumbi,
Não cede as glândulas lacrimais.

Um sempre some,
Ou outro some sempre,
O outro sempre ali
Nunca ausente.

Um traz a cura,
O outro as mensagens divinas,
O último,
A espada e a armadura.

Um com suas madeixas negras,
 como a noite sem luar.
O outro com os olhos verdes,
Como as matas,
O terceiro como a brisa
Que chega, mas nunca avisa.

Um com o toque feminino,
Delicado.
Outro com jeito de menino,
Irresponsável.
E um sempre imprevisível
E totalmente louco.

Um apaixonado,
O outro lúcido,
Um perfeccionista.

Nenhum deles,
Qualquer que seja,
Ousaria quebrar a magia,
Que os mantém unidos

Mesmo que distantes,
Ainda que distintos,

O mais sensível,
O mais ajuizado,
Tão pouco o mais louco.
Dailson Mutuca Atualizado por Tatyane
Enviado por Dailson Mutuca Atualizado por Tatyane em 11/07/2006
Código do texto: T192146
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dailson Mutuca Atualizado por Tatyane
Bezerros - Pernambuco - Brasil
10 textos (34562 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:06)
Dailson Mutuca Atualizado por Tatyane