Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Noventa e oito, dois

Aos meus bons amigos minhas lembranças
Amigos de muitas andanças
Companheiros em várias cobranças
Comigo herdeiros de grandes esperanças

Aos meus bons amigos meus olhares
Amigos de lares e também de bares
Parceiros dos tempos escolares
Saudosos os daqui e os de outros ares

Aos meus bons amigos meus sorrisos
Por ainda se mostrarem muito unidos
Cúmplices em momentos bons e sofridos
De abraços verdadeiros sempre munidos

Aos meus bons amigos minhas lágrimas
De alegrias por viverem comigo tantas graças
Por ao meu lado estarem até nas ameaças
E em alguns momentos aos meus sonhos darem asas

Aos meus amigos meu peito
Que não se envergonha em dar-lhes um beijo
Pois por vocês tenho um amor verdadeiro.
Aos meus amigos meu reino.






Bruno Dias
Enviado por Bruno Dias em 19/07/2006
Código do texto: T196995
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bruno Dias
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 38 anos
102 textos (3584 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:26)